05 dezembro 2014

O privilégio da Tua Presença


 
O privilégio da Tua Presença

A Presença de Deus é algo tão extraordinário, tão grandioso que palavras faltam para expressar!

Essa Presença é tão real, tão perceptível, é a voz que nos acalma, que nos indica o caminho, que nos exorta e nos adverte do perigo.
A Tua Presença fez com que eu nunca mais me sentisse sozinha, desamparada ou desprotegida, pelo contrário, Tua Presença me fez intocável! Tua Presença é uma fonte inesgotável de força, poder, certeza, alegria plena, satisfação...

Quando busco Sua Presença me alimento do sobrenatural, sinto uma força que não é minha, que não vem do meu braço ou da minha capacidade, é uma força que vem do Alto. Força que me anima força que me faz ir além, força que me faz vencer cada situação! É só pensar em Ti que já encontro alívio, é só lembrar de Tuas Palavras que a força volta ao meu ser, é só dobrar meus joelhos e desabafar e me levanto pra vencer com dignidade!

Quando algo bom me acontece, quando encontro pessoas que exalam Teu perfume sei que foi o Senhor que promoveu isso em minha vida, sei que foi a Tua Presença que agiu a meu favor. E quando enfrento os desertos e os momentos são difíceis, quando a dor invade meu ser, me lembro daqueles momentos que passei a sós com o Senhor e a Tua Presença me fortalece mais uma vez!

Tua Presença me eleva a um nível além daqui, além da dificuldade, do problema, da decepção! Tua Presença é o maior dos privilégios que o ser humano pode receber e antecede o que viveremos no céu, Tua Presença é o que me dá direção na vida, é a voz que me guia e me diz pra não ter medo, é o que me dá sentido, que me anima, alegra, incentiva e enriquece a alma!

19 outubro 2014

Fugindo do Deserto...


Fugindo do Deserto

Deserto... quem está imune! Ele faz parte do amadurecimento, do crescimento espiritual, ele nos dá condições para ajudar outras pessoas.
Mas, ao se ver neste lugar árido e difícil, muitas pessoas buscam uma maneira de “cortar caminho” e fugir do deserto. Muitos dizem: Ah! Eu não tenho que passar por isso. Eu não vou ficar aqui e ser envergonhado. O que vão falar de mim!
Com o pensamento de sempre ser bem visto, muitos usam estratégias humanas, criam situações e dão um jeitinho para sair do deserto. Muito bem! Saíram do deserto... Mas, sem o aprendizado, sem o amadurecimento, sem a preparação para as coisas que virão, assim não poderão ser usados para o que Deus tinha em mente!

Nossa fé, nossa garra e nossa força, dificilmente serão vistos nos momentos bons, mas, no deserto a fé , a garra e a força se  evidenciam, motivam e fortalecem outras pessoas. Fugir é para os fracos os fortes ficam, vencem e honram o seu Deus!

18 agosto 2014

A origem da inveja de Saul...

A origem da inveja de Saul...

Saul deixou de “ser” para Deus e por isso ainda que tivesse posição de rei, no seu interior já não chamava a atenção de Deus, o que ele fazia tornou-se mecânico,  o que ele fazia não era mais acompanhado de espírito, eram atitudes vazias, costumeiras, religiosas...
Ele perdeu o discernimento, já não sabia o que fazer para agradar a Deus, perdeu a intimidade com Ele, e por isso suas atitudes iam de mal à pior!
Foi nutrindo dentro de si inveja, não oferecia seu melhor a Deus e tinha raiva de quem oferecia, foi ofuscado pelo seu interior sujo, mas achava que estava sendo prejudicado pelo brilho do outro!
A história se repete com cada um que tira os olhos do Seu Senhor, com cada um que deixa de oferecer o seu melhor  para Deus, com cada um que não vigia a sua condição espiritual... A pessoa vai deixando os preceitos de Deus, o temor a Deus, a vida com Deus, mas continua usando o Nome de Deus e no final acumula dentro de si coisas que O desagradam!
Quem é de Deus e tem intimidade com Ele tem a visão do Reino e se alegra com o aparecimento dos Davi’s, pois sabe que o Reino de Deus está ganhando, está se multiplicando, quem, porém tem um Saul dentro de si se me vê ameaçado e não sabe que a maior ameaça ele já carrega dentro!


16 abril 2014

Deus vê o nosso interior...


Deus vê o nosso interior...
Hoje conhecendo a história, vemos Judas diferente dos outros apóstolos, mas sem o conhecimento que temos de sua traição, como o veríamos?
Ele fazia parte dos doze, ele sentava à mesa com Jesus e participava da Santa Ceia, ele evangelizava andava de cidade em cidade, ele era o responsável pelas ofertas, ele fazia as mesmas coisas que os outros apóstolos, mas a diferença se fazia em seu interior e toda essa diferença era vista por Deus... Ele fazia, ele mostrava seu trabalho, mas ele não era em seu íntimo um seguidor de Jesus, Judas em seu íntimo não pensava nem agia como Jesus!
Judas parecia moderado, parecia equilibrado, parecia preocupado com os gastos desnecessários, parecia seguir Jesus e se importar com as almas, parecia discípulo...
Ao meditar sobre Judas vejo que o externo, o que aparenta, o que mostra, mas que não flui de um interior submisso à vontade de Deus não tem valor algum na eternidade! O que adianta demonstrações de afeto se não há afeto. Demonstrações de conduta se quando não tem ninguém olhando não há conduta. Aparentar que ama o próximo, nutrindo pensamentos de critica, preconceito, discriminação, julgamentos e mágoas. Demonstrações de caráter só diante de alguns.
Cada vez mais Deus chama nossa atenção para as coisas que realmente valem a pena! Deus está em busca de pessoas transparentes, sinceras, que mostram quem são e o que levam dentro!

Deus nos vê como ninguém é capaz de nos ver, Ele vê nosso íntimo e não existe disfarce diante dos Seus olhos!

09 abril 2014

Vencedor



 
Vencedor
 
Vencedor é quem se mantém na fé, independente da situação que enfrenta, é quem não guarda magoa em seu coração e rapidamente esquece a ofensa, é quem não atribuí seus fracassos a ninguém, mas aprende com eles e se desenvolve através deles;
Vencedor não é ocupar uma posição, mas ser uma pessoa de influência, uma pessoa que inspira outras pessoas, que desperta nos outros o interesse de conhecer mais de Deus. Vencedor não é o que alcança reconhecimento pelos seus atos, mas quem é reconhecido pelo que realmente é,  pelo seu caráter, sinceridade e amor desinteressado!
Vencedor é quem sabe muito bem que ficará pouco tempo nesta terra para se apegar a coisas tão passageiras, e fixa os seus olhos na eternidade e segue tomando atitudes para garantir que sua eternidade não seja de tormentos!
A rapidez com que tudo passa a rapidez com que tudo aqui se acaba nos faz ver que vencedor não poderia ser algo que se classifica por prêmios ou reconhecimentos deste lugar passageiro, mas vencedor é quem luta, sacrifica e paga o preço pelo incorruptível!

31 janeiro 2014

A beleza de um espírito manso

Uma linda Mulher
A beleza de um espírito manso...

A característica de um espírito manso é a humildade!
Uma mulher que tem essa Beleza Interior não está preocupada em ter a última palavra, em ser a dona da verdade, em ter sempre a razão. Ela se submete em amor, e não está interessada em ser o centro das atenções. Ela não causa problemas, não transtorna a vida dos outros. É a primeira em pedir perdão, em dizer que errou, ela é a primeira em oferecer ajuda e não pensa que estão aproveitando-se dela, pois tudo o que faz é para Deus.
Ao contrário do que muitos pensam, um espírito manso não é sinal de fraqueza nem de comodismo, mas de força interior, e por isso ela administra bem as situações difíceis, não porque aceita e sim porque está firme, tranquila, submetida a Deus e centrada!
Sua casa é um lar de paz para onde seu marido e filhos desejam voltar no fim de cada dia, pois ela não está enfadada, resmungando, reclamando de tudo e de todos, seu espírito manso faz com que ela se alegre com o que tem, com a oportunidade de servir à sua família e ao próximo!
Essa mulher cuida do seu interior, prioriza sua salvação, está submetida à vontade de Deus, aceita a repreensão e não apresenta resistência quando Deus lhe dá uma direção. Não há lugar para rispidez, ignorância, maus tratos, ela não provoca as pessoas, não é dominadora e não causa discussões, não se envolve em fofocas nem em contendas.

Que mulher linda, ela torna a convivência mais agradável, ela nos conquista, ela transmite paz, ternura, segurança, força; suas atitudes refletem um espírito manso que é de grande valor diante de Deus! 

30 janeiro 2014

A benção do compromisso e a maldição do relaxo

A benção do compromisso e a maldição do relaxo...

Nós que servimos a Deus nos colocamos a disposição para fazer a vontade Dele, não foi por obrigação ou imposição, os motivos que nos levaram a servi-LO foram gratidão, amor, desejo de agradá-Lo, preocupação com o próximo, amor às almas!
A palavra compromisso deriva da palavra promessa.  O sinônimo de compromisso é acordo – ajuste – divida - missão – obrigação – promessa.
Nosso compromisso como servos de Deus consiste, em primeiro lugar manter um relacionamento íntimo com Ele, sermos pessoas de caráter, praticar Sua palavra, dar bom testemunho e somado a uma vida que O agrada lutarmos para salvar almas, para fazer diferença na vida das pessoas, evangelizar, trabalhar nas reuniões, atender o povo, dar o melhor àquilo que foi nos confiado, dedicar nossa vida, tempo e esforço para que as pessoas sejam salvas. Cumprir esse compromisso mantém a chama acesa, mantém nosso foco nas coisas espirituais, nos faz desenvolver, multiplicar.
Quando fazemos de forma mecânica, ou não colocamos toda a nossa força não estaremos cumprindo nosso compromisso (Promessa). Todos os dias temos a oportunidade de escolha: Manter nosso compromisso, ou viver para nós mesmos e fazer a obra relaxadamente. A escolha é nossa e a consequência também!
O relaxo começa quando vivemos em função de nós mesmos, quando nos distraímos com as coisas deste mundo e nos esquecemos que fomos separados por Deus para cumprir Sua vontade.
Junto com o relaxo vem a maldição, perdemos o brilho, a direção, nos sentimos cada vez mais insatisfeitos e nossa vida fica sem sabor!

Que tal reafirmar seu compromisso e viver debaixo das bênçãos que essa atitude trás?