16 abril 2014

Deus vê o nosso interior...


Deus vê o nosso interior...
Hoje conhecendo a história, vemos Judas diferente dos outros apóstolos, mas sem o conhecimento que temos de sua traição, como o veríamos?
Ele fazia parte dos doze, ele sentava à mesa com Jesus e participava da Santa Ceia, ele evangelizava andava de cidade em cidade, ele era o responsável pelas ofertas, ele fazia as mesmas coisas que os outros apóstolos, mas a diferença se fazia em seu interior e toda essa diferença era vista por Deus... Ele fazia, ele mostrava seu trabalho, mas ele não era em seu íntimo um seguidor de Jesus, Judas em seu íntimo não pensava nem agia como Jesus!
Judas parecia moderado, parecia equilibrado, parecia preocupado com os gastos desnecessários, parecia seguir Jesus e se importar com as almas, parecia discípulo...
Ao meditar sobre Judas vejo que o externo, o que aparenta, o que mostra, mas que não flui de um interior submisso à vontade de Deus não tem valor algum na eternidade! O que adianta demonstrações de afeto se não há afeto. Demonstrações de conduta se quando não tem ninguém olhando não há conduta. Aparentar que ama o próximo, nutrindo pensamentos de critica, preconceito, discriminação, julgamentos e mágoas. Demonstrações de caráter só diante de alguns.
Cada vez mais Deus chama nossa atenção para as coisas que realmente valem a pena! Deus está em busca de pessoas transparentes, sinceras, que mostram quem são e o que levam dentro!

Deus nos vê como ninguém é capaz de nos ver, Ele vê nosso íntimo e não existe disfarce diante dos Seus olhos!

09 abril 2014

Vencedor



 
Vencedor
 
Vencedor é quem se mantém na fé, independente da situação que enfrenta, é quem não guarda magoa em seu coração e rapidamente esquece a ofensa, é quem não atribuí seus fracassos a ninguém, mas aprende com eles e se desenvolve através deles;
Vencedor não é ocupar uma posição, mas ser uma pessoa de influência, uma pessoa que inspira outras pessoas, que desperta nos outros o interesse de conhecer mais de Deus. Vencedor não é o que alcança reconhecimento pelos seus atos, mas quem é reconhecido pelo que realmente é,  pelo seu caráter, sinceridade e amor desinteressado!
Vencedor é quem sabe muito bem que ficará pouco tempo nesta terra para se apegar a coisas tão passageiras, e fixa os seus olhos na eternidade e segue tomando atitudes para garantir que sua eternidade não seja de tormentos!
A rapidez com que tudo passa a rapidez com que tudo aqui se acaba nos faz ver que vencedor não poderia ser algo que se classifica por prêmios ou reconhecimentos deste lugar passageiro, mas vencedor é quem luta, sacrifica e paga o preço pelo incorruptível!

31 janeiro 2014

A beleza de um espírito manso

Uma linda Mulher
A beleza de um espírito manso...

A característica de um espírito manso é a humildade!
Uma mulher que tem essa Beleza Interior não está preocupada em ter a última palavra, em ser a dona da verdade, em ter sempre a razão. Ela se submete em amor, e não está interessada em ser o centro das atenções. Ela não causa problemas, não transtorna a vida dos outros. É a primeira em pedir perdão, em dizer que errou, ela é a primeira em oferecer ajuda e não pensa que estão aproveitando-se dela, pois tudo o que faz é para Deus.
Ao contrário do que muitos pensam, um espírito manso não é sinal de fraqueza nem de comodismo, mas de força interior, e por isso ela administra bem as situações difíceis, não porque aceita e sim porque está firme, tranquila, submetida a Deus e centrada!
Sua casa é um lar de paz para onde seu marido e filhos desejam voltar no fim de cada dia, pois ela não está enfadada, resmungando, reclamando de tudo e de todos, seu espírito manso faz com que ela se alegre com o que tem, com a oportunidade de servir à sua família e ao próximo!
Essa mulher cuida do seu interior, prioriza sua salvação, está submetida à vontade de Deus, aceita a repreensão e não apresenta resistência quando Deus lhe dá uma direção. Não há lugar para rispidez, ignorância, maus tratos, ela não provoca as pessoas, não é dominadora e não causa discussões, não se envolve em fofocas nem em contendas.

Que mulher linda, ela torna a convivência mais agradável, ela nos conquista, ela transmite paz, ternura, segurança, força; suas atitudes refletem um espírito manso que é de grande valor diante de Deus! 

30 janeiro 2014

A benção do compromisso e a maldição do relaxo

A benção do compromisso e a maldição do relaxo...

Nós que servimos a Deus nos colocamos a disposição para fazer a vontade Dele, não foi por obrigação ou imposição, os motivos que nos levaram a servi-LO foram gratidão, amor, desejo de agradá-Lo, preocupação com o próximo, amor às almas!
A palavra compromisso deriva da palavra promessa.  O sinônimo de compromisso é acordo – ajuste – divida - missão – obrigação – promessa.
Nosso compromisso como servos de Deus consiste, em primeiro lugar manter um relacionamento íntimo com Ele, sermos pessoas de caráter, praticar Sua palavra, dar bom testemunho e somado a uma vida que O agrada lutarmos para salvar almas, para fazer diferença na vida das pessoas, evangelizar, trabalhar nas reuniões, atender o povo, dar o melhor àquilo que foi nos confiado, dedicar nossa vida, tempo e esforço para que as pessoas sejam salvas. Cumprir esse compromisso mantém a chama acesa, mantém nosso foco nas coisas espirituais, nos faz desenvolver, multiplicar.
Quando fazemos de forma mecânica, ou não colocamos toda a nossa força não estaremos cumprindo nosso compromisso (Promessa). Todos os dias temos a oportunidade de escolha: Manter nosso compromisso, ou viver para nós mesmos e fazer a obra relaxadamente. A escolha é nossa e a consequência também!
O relaxo começa quando vivemos em função de nós mesmos, quando nos distraímos com as coisas deste mundo e nos esquecemos que fomos separados por Deus para cumprir Sua vontade.
Junto com o relaxo vem a maldição, perdemos o brilho, a direção, nos sentimos cada vez mais insatisfeitos e nossa vida fica sem sabor!

Que tal reafirmar seu compromisso e viver debaixo das bênçãos que essa atitude trás?

17 janeiro 2014

A Beleza da Amabilidade

Uma linda mulher...
A Beleza da amabilidade
Vivemos em um mundo onde as pessoas estão cada dia mais irritadas, cada dia se preocupando menos com os outros, aumentando assim a indelicadeza, a rigidez, a desatenção e a grosseria. Correndo atrás dos seus interesses, não há tempo para um gesto de amabilidade, não há tempo para ser gentil, dar um sorriso, ouvir os outros com atenção e interesse, não há tempo para enxergar a necessidade alheia.
Mas, ao contrário deste mundo a mulher que tem a Beleza Interior é amável, gentil, sabe que as pessoas têm mais importância do que as coisas, do que a posição social e do que as atividades do dia a dia! Ela sempre oferece um sorriso, ouve com a atenção e se interessa pelo bem estar dos outros, ela vê a necessidade das pessoas e sabe ajudar. Que falta está fazendo neste mundo a amabilidade, o dar sem esperar nada em troca, a gentileza em cada gesto, por isso quem tem essa beleza se destaca em meio à multidão!
Ser amável, praticar a hospitalidade, dar um abraço, ceder o lugar no ônibus, ajudar as pessoas em suas necessidades, olhar com compreensão, estar livre de pré-julgamentos, ser tolerante, carinhosa, saber elogiar e valorizar o que os outros são e o que fazem isso faz parte da Beleza Interior!

 “Seja a amabilidade de vocês conhecida por todos. Perto está o Senhor.” 
Filipenses 4:5

Beleza Interior



Beleza Interior
Não existe nenhum adorno que possa encobrir o mau que uma pessoa leva dentro de si, como também não há nada que possa esconder a Beleza Interior, ela flui, ela se manifesta, ela aparece através do amor, da consideração ao próximo, ela se revela na renuncia da própria vontade para fazer a vontade de Deus! Podemos ver essa beleza na amabilidade, gentileza, paciência, misericórdia, humildade, bons olhos, alegria, gratidão, na prática do bem...
É uma beleza que irradia, que ilumina, que contrasta com a escuridão deste mundo!

05 janeiro 2014

O sistema do mundo...

O Sistema do Mundo
O mundo tem o seu sistema, e os que pertencem ao mundo seguem seu curso...
*Sempre em busca da satisfação pessoal, seguindo sempre sua vontade,
*Cada um por si,
*Quem pode mais, chora menos,
*Cada um vale pelo que tem,
*O mundo é dos espertos, dos que tiram vantagens, dos que tem poder, dos que armam ciladas,
*Prevalece o desejo ardente de consumir, de estar acima dos outros, de exercer autoridade,
*A busca desenfreada pela fama, pelo sucesso, pelo reconhecimento e pelo crescimento pessoal,
*Não importa os meios o que importa é o resultado, não importa as artimanhas: mentira, inveja, fofoca... o que importa é alcançar seus objetivos,
*O mundo tem seu lema: Pensar cada vez mais em si, em como se beneficiar e se importar cada vez menos com o próximo,
*Orgulho, vaidade, egocentrismo são coisas que não podem faltar para quem segue esse sistema,
*Abusar das pessoas, infundir medo, humilhar os outros, pensar somente em si, agir de forma injusta, ser preconceituoso... Entre tantas outras coisas que fazem parte do procedimento de quem segue este mundo!
E os que estão no mundo, mas pertencem a Deus, como procedem que sistema seguem? Os que são de Deus não seguem sistemas, seguem a disciplina do Seu Reino e por isso mostram diferença em seu procedimento. Eles estão na contra mão deste mundo!
*Pensam nos outros, tratam as pessoas com gentileza e amabilidade, estão sempre em busca de salvar almas de levar o que de graça receberam: A alegria da salvação!
Não estão em busca de poder, de posição, jamais fazem com que os outros se sintam inferiores, apoiam, ajudam, exortam e respeitam o próximo.
A diferença é gritante, salta aos olhos, seja aonde for essa pessoa mostra a que Reino pertence e suas atitudes demonstram que sistema segue!

“Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma mudança completa da mente de vocês. Romanos 12:2 NTLH”

01 novembro 2013

Processo de queda...

Processo de queda...
Para o nascimento, crescimento, amadurecimento, etc... Existe um processo, um começo, um meio e um fim!
Chegamos a Igreja passamos pelo processo de libertação, tivemos nosso encontro com Deus, o batismo com o Espírito Santo a nossa entrega ao serviço na obra de Deus, passamos por cada processo!
Mas existe um processo que começa de forma sorrateira, quase imperceptível: o processo de queda! Pequenas, mas significativas ações que vão causando um esfriamento espiritual comprometendo nossa salvação!
Analisemos esse processo...
*A pessoa vai deixando pouco a pouco de orar, não há prazer em falar com Deus, o elo da oração vai sendo quebrado pouco a pouco: Estou cansado! Deus já sabe dos meus desejos! Deus não me ouve como antes!... A leitura da Bíblia é outra coisa que vai sendo deixada de lado, como também o jejum.
*O envolvimento com as coisas deste mundo vai se tornando cada vez mais natural, e as coisas que eram consideradas pecado passam a ser vistas e praticadas como coisas normais.
*A pessoa não consegue se concentrar na reunião, o pensamento vagueia por outros lugares: planos, contas, afazeres, decisões, familiares, informações seculares, qualquer coisa menos a busca a Deus!
*O interesse em salvar almas, em ajudar as pessoas vai sendo substituído pela preocupação com sua própria vida, suas ambições, desejos e planos estão sempre em primeiro lugar!
Um processo lento, aonde cada dia a pessoa vai dando ouvidos aos enganos do diabo. Uma situação vai levando a outra, primeiro a falta de comunhão com Deus, depois o envolvimento com este mundo e por fim o desinteresse em salvar almas, com isso o mal vai encontrando lugar para semear os maus olhos e a malicia e vai tornando em trevas o que antes era tão cheio de luz! Isso num processo lento que começa com a negligência da fé e se não for detectado a tempo coloca tudo a perder...
“O Espírito de Deus diz claramente que, nos últimos tempos, alguns abandonarão a fé. Eles darão atenção a espíritos enganadores...” 1 Tm 4:1 BV




11 outubro 2013

Orfã de pais vivos...


 
Órfã de pais vivos...

 
Quando os pais estão mortos você não espera mais nada deles, o que fica é a saudade!  Quando estão vivos, mas ausentes, você passa a vida esperando e não recebe!
No meu caso, meus pais eram vivos, mas viviam para as drogas e na disputa com a cocaína eu sempre perdi!
Eu precisava de alguém para me indicar o caminho, de alguém que me desse limites, que me ensinasse princípios, valores, alguém pra me espelhar, para me defender, precisava me sentir amada e protegida, alguém pra me ouvir, eu precisava dos meus pais,  e por mais que eu encontrasse pessoas que me ajudaram, nada conseguia preencher esse vazio, nem aplacar essa magoa.
Morava um tempo na casa de um, outro tempo na casa de outro, o “mundo” reconhecia em mim esse abandono e fazia questão de pisar, maltratar e abusar um pouco mais! Eu me tornei uma adolescente dissimulada, cheia de rancores contidos, com baixa autoestima, medo, inferioridade, timidez, vícios, era inconsequente, sem limites, sem valores...
A Igreja Universal foi a mãe que eu não tive, hoje não existe magoa, trauma, rancor, tristeza, hoje não busco culpados e não me vejo como vitima! De tudo que me foi negado na infância recebi multiplicado: amor, atenção, cuidado, valores, proteção, disciplina e a direção que eu tanto necessitava!
Existe um Deus Vivo que apaga o passado, que nos limpa de todos os traumas e magoas e que nos instrui no caminho que devemos seguir e eu só tenho a agradecer, bendito foi o dia que pisei na Universal!